top of page
  • Foto do escritorEspaço Satyatma

Eu quero, eu posso, mas não devo! 🧏🏻‍♀️Como você negocia consigo?

Eu quero, eu posso, mas não devo! 🧏🏻‍♀️

Como você negocia consigo?


Da pulsão, nasce o desejo, aquele que se arrisca sem medir esforços e também sem medir as consequências… rss, é ele que busca a satisfação a todo o momento, quem não neh! rss🤷🏻‍♂️


Sabem, aquelas considerações sobre o certo e o errado….isso pode, isso não!

Mas com base em que….qual o critério?✏️


E por que os critérios são variáveis de acordo com a época, cultura, local geográfico…situações variáveis quando olhamos para diferentes comportamentos e pensamentos, que vão desde a roupa adequada, partes do corpo que podem ser vistas, formas de se relacionar, até onde as próprias crenças permitem que cada um vá, mas sem pesar, sem se ferir e sem se punir.⚠️


O desejo se depara com outra instância, que vai sendo construída pelo sujeito com o passar dos anos ...sabe aquela “voz” que diz, não faça isso, é errado, você não pode, o que vão pensar de você? 🆘


O que você faz? 😬

Reprime o desejo e acata a suave voz? (você esta reprimindo a libido - bloqueada 😳)

Ou, atende o desejo e manda a suave voz p pqp? rss

Ou será possível uma negociação….?

Simmm


Quando existe um impulso em atender o desejo, aquilo é repentino, nem dá tempo para negociar ...o que acontece muito, rss.

Então o desejo alcança o alvo, a plena satisfação, porém, indo contra aquela “voz suave” é o superEgo, que agora não é tão suave como antes, e vai lhe cobrar! “Eu falei para não fazer isso, eu avisei, tem que se ferrar mesmo”.

Essa voz é muitas vezes rude, agressiva.🫵

Agora você se familiarizou com essa voz ?


O superEgo é uma herança do mundo em que vivemos, que está carregado de crenças, o mundo externo com todas as suas características e experiências variam de cultura, lugar, família.


Informações de julgamentos e conceitos estão impressos no SuperEgo de tal forma, cristalizadas, que quando você vai contra acaba instantaneamente gerando a culpa.

“Nossa, eu fiz, foi bom, mas agora carrego a culpa”. O dano emocional.


No momento em que é possível atender a demanda instintual direcionando a libido para alcançar a satisfação, e que isso não gere culpa….ótimo; caso ainda gere, faz necessário um trabalho de flexibilização do superEgo a fim de aliviar as tensões sobre essas instâncias….caso contrário, o Ego precisará de um investimento de energia a fim de atenuar tais desequilíbrios, e isso cansa!😲


59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Queixas comuns e de fácil resolução para o Tantra

❌Não tenho mais desejo… ❌Não consigo mais atingir o orgasmo…. ❌Tenho problemas de ejaculação precoce….disfunções ❌Minha parceira ou parceiro não quer mais transar. O que mais ? As perturbações do rela

Comments


bottom of page