Terapia Tântrica (massagem)

 

Parte dos ensinamentos tântricos, técnicas de desenvolvimento sensorial, massagens, meditações, práticas de respiração, etc – foram sistematizados em algo que chamamos de Terapia Tântrica. Uma terapia que tem se mostrado muito eficaz auxiliando no combate aos diversos males, como a depressão, ansiedade, estresse, falta de foco, baixa autoestima, falta de libido, desequilíbrio nas relações amorosas, desequilíbrio dos corpos sutis, disfunções sexuais e vários bloqueios da energia sexual que impossibilitam o ser humano de alcançar o estado de êxtase na vida íntima. É fato que todos merecemos usufruir deste êxtase, poder sentir todo o prazer e energia que o corpo é capaz de gerar, e essa é a possibilidade de experienciar tudo o que a terapia tântrica  pode lhe proporcionar.

Então, vamos dar sequencia na leitura e entender um pouco mais :)

Entenda por energia sexual a própria libido, a energia da criatividade e da criação que mobiliza a nossa força de vontade, que nos coloca em movimento.

A terapia (massagem) tântrica atua diretamente na libido bloqueada pelo próprio indivíduo, e é exatamente essas energias que causam o desprazer, e podem somatizar (converter) no corpo físico através de diversas doenças e limitações na vida sexual com as disfunções e ausência de desejo.

"A possibilidade de alcançar o ápice na vida sexual só é possível se antes você desbloquear a energia estagnada em seu corpo, que foram enrijecidas pelas couraças musculares, que você mesmo criou como mecanismos de defesa."

Couraças musculares: 

A couraça é o resultado do enrijecimento muscular de partes do corpo e corresponde a estrutura de defesa muscular, tem a função de defesa da integridade do ser, através da contenção emocional e da contenção de impulsos, porém, ela traz uma série de danos ao indivíduo, o bloqueio sexual. Sua formação é inconsciente e o indivíduo não sabe que ela existe em si mesmo.

 

Tudo bem até ai? Agora, vamos descobrir o seu objetivo..rss

Objetivos de quem procura pela técnica:

Autoconhecimento - Entender que o seu corpo pode alcançar estados orgásticos nunca sentidos antes, a expansão do prazer não somente nas regiões genitais, mas em todo o corpo, compreender que existe uma nova forma de toque, mais sensorial e sutil, e que esse toque promove novas sinapses criando uma nova forma de se relacionar consigo mesmo e com o outro.

 

Trabalhar os conflitos e traumas emocionais - O trauma está ligado a um evento que você viveu e no qual foi atribuído certa significância gerando afetos, (ex: rejeição, desprazer, decepção), sendo as emoções a expressão dos afetos, como o medo, tristeza e a raiva. Logo, o que você carrega em seu corpo são as emoções reprimidas, mesmo que os eventos não estejam mais em sua consciência.

As emoções reprimidas são direcionadas para determinada parte do corpo, então, o corpo, inteligente como é, cria as couraças energéticas/musculares com propósito de proteção desta carga afetiva, bloqueando daquele momento em diante de qualquer tentativa de entrada de um novo afeto. 

Porém, essas couraças também bloqueiam o fluxo de energia, a própria libido, e isso causa danos, conforme falado anteriormente.

A massagem atua na flexibilização das couraças e a partir daí os afetos podem ser liberados, as emoções expressadas e a libido poderá fluir e ser potencializada, gerando muito mais prazer para você e para o par.

Ahh, você tem outros objetivos? Me conte através do whatsapp abaixo.

 

Como funciona a sessão:

A sessão da terapia tântrica pode ser feita através de pacotes ou sessão avulsa; a sessão tem duração aproximada de 1:30 min.

Iniciamos com a entrevista e em seguida inicia-se a massagem corporal explorando os pontos de pressão chamados marmas com finalidade de flexibilizar as couraças musculares, liberar o fluxo de energia e despertar a bioeletricidade da pele. 

Na sequência é a massagem íntima (yoni ou lingam), com o objetivo de desbloquear e aumentar o fluxo de energia e potencializar pontos de prazer. A massagem íntima você decidirá no momento em fazer ou não. 

É um trabalho de reprogramação do corpo para novas sensações e percepções de prazer que o seu corpo ainda não conhece, mas através do toque consciente esse despertar é possível.

 

Perguntas frequentes:

 

É preciso ficar nua?

Não é preciso, você ficará da forma que se sentir confortável.

 

Existe toque íntimo na sessão?

O toque íntimo acontecerá se você se sentir confortável e permitir. 

Isso é algo que será definido durante a sessão entre você e o(a) profissional.

 

Tenho desejo mas nunca tive orgasmos ou só tive uma ou duas vezes, então a terapia pode ajudar?

Sim, poderá ajudar e até ter orgasmos na sessão, mas, mesmo que não ocorra, haverá sim uma evolução de desbloqueio de energia estagnada.

 

Não tenho desejo, a terapia pode ajudar?

Sim, quando falamos acima sobre o bloqueio da libido é também sobre a fraqueza da libido. Quando ela se bloqueia se torna fraca, sem força para fluir e romper com as couraças/bloqueios, então a terapia tântrica ajuda a retomar essa força, o desejo.

 

Depois das sessões eu vou conseguir ter orgasmos na relação com parceiro?

Não existe uma garantia, até mesmo porque eu não sei como está a sua relação amorosa. 

Mas o propósito é que você tenha uma sexualidade mais leve e desreprimida, a sexualidade é individual, você trabalha a sua, e seu parceiro(a) precisa trabalhar a dele(a).

Obter a satisfação na relação a dois não depende somente de você, essa interação, afinidade e cumplicidade deve acontecer de um com outro. O quanto os dois estão se entregando nessa relação para que ela flua faz a diferença. Se você está aqui neste momento é porque quer e vai fazer a diferença, e isso já é um avanço para você e para a relação.

"Veja também sobre o curso de massagem tântrica para casal".

 

A terapia ajuda quem tem bloqueios emocionais e crenças referente a sexo?

Sim, quantos aos bloqueios, envolve a questão das couraças e bloqueio da libido que falamos acima. Então a terapia vai restabelecendo o fluxo natural da libido.

Sobre as crenças/comportamentos, é uma desconstrução gradativa, o próprio agendamento da sessão já é o início da ressignificação de crenças sobre o corpo, orgasmos….

 

Sobre as disfunções masculinas, a terapia ajuda? (PF atenção das mulheres aqui também)

Sim, mas é necessário consciência sobre hábitos, estilos de vida, sexo.

A forma como o homem se relaciona com o próprio corpo, com genital e com a pessoa que está junto é equivocada.

As chamadas preliminares são rápidas e seguem um padrão repetido do patriarcado, penetração afoita sem preparo dos genitais, movimentos masturbatórios de ir e vir, entrar e sair, que são os únicos conhecidos por ele, com final conhecido, a ejaculação masculina.

Esse comportamento acaba com qualquer possibilidade de êxtase, não somente dele, mas do par. Não tem o tempo suficiente para o preparo dos genitais a fim de realizar a penetração, porém ela acontece assim mesmo. O fluxo sanguíneo não aconteceu, nem a energia foi impulsionada, as cadeias musculares não foram trabalhadas, e por fim, a morte fragmentada do homem, a própria ejaculação. Uma perda/desperdício de energia que o faz dormir em seguida para restabelecer um pouco daquela energia perdida. 

A terapia promove o melhor fluxo de energia do corpo para o genital e do genital para o corpo, aumenta a libido, explora cadeias musculares e desperta pontos sensoriais de prazer, assim, auxilia no tratamento de disfunções e falta de desejo.

 

A terapia ajuda a desconstruir maus hábitos ligados à sexualidade?

Sim, o mau habito, por exemplo, o excesso ou exclusividade no pornô, digo de passagem que é a escola no qual aprendemos sobre sexo - isso mesmo, aquele sexo mecânico e desconectado.

Esse hábito (pornô) gera prazer, pois o ser humano se vicia naquilo que gera prazer imediato, esse é o caminho conhecido, mesmo que depois irá se tornar danoso, mas o corpo e a mente estão programados nesse caminho. A desconstrução do hábito/vício se dá também através do despertar sensorial, é sair do “visual” e adentrar no campo “sensorial”; consiste em apresentar para o corpo e mente do ser humano caminhos mais satisfatórios e saudáveis, isso é o que chamamos de reprogramação, que é gradual, pois todos querem deixar o hábito em algum momento, mas é necessário disposição para isso.

"Confira os relatos abaixo"

 

 

Terapia Tântrica (massagem) para o casal

 

A sessão da terapia tântrica em par (casal) envolve tudo o que você já leu até aqui. A única mudança é que a sessão é feita por dois profissionais.

O atendimento acontece na mesma sala e no mesmo momento, é uma sessão conjunta e vocês receberão a atenção de dois profissionais, cada profissional atende uma pessoa.

Esse é um momento exclusivo de vocês.

 

Terapia Tântrica (massagem) feita por 4 mãos.

 

A sessão da terapia tântrica feita a 4 mãos é uma sessão feita de forma individual, e você será atendida(o) por dois profissionais ao mesmo tempo.

Então, dúvidas esclarecidas, vamos lá para a sua sessão?

Não deixe de consultar também os cursos de massagem tântrica individual ou para o par - presencial e online.

Para participar do grupo no whatsApp é só clicar abaixo - e lá você receberá novidades :)

WhatsApp Image 2022-06-30 at 14.16_edited.jpg
WhatsApp Image 2022-06-30 at 11.02.00.jpeg
WhatsApp Image 2022-06-30 at 11.00.48.jpeg
WhatsApp Image 2022-06-30 at 10.47.46 (1).jpeg

Clique abaixo e saiba mais sobre a terapia tântrica

"Relatos pós sessão"

elaine MT pg1 agendamento.jpg
amanda recomendacao.jpeg
dani MT 2.jpeg
vivian MT pg 3.jpeg
5 sessão.jpeg
7 sessão.jpeg
dani MT 1.jpeg
elaine MT pg5.jpg
vivian MT pg 1.jpeg
elaine MT pg3.jpg

Tags:

Massagem tântrica maringa, massagem tântrica maringa e região, tratamento para disfuncao sexual, tratamento para ejaculacao precoce, sexologia maringa, sexologo maringa, terapeuta sexual maringa, melhorar a relacao amorosa, cursos tantra, curso tantra para casal maringa, curso massagem tantrica, aprenda tocar o corpo, desperte o potencial orgastico, como ter osgasmos, aprender a ter orgasmos, desbloqueio de orgasmo, aprender gozar, aprender squirting, terapia sexual, terapia de casal, terapeuta holisitco, terapeuta de casal